A mente prática

A mente prática tende a querer duvidar daquilo que não pode ver. E o desejo do
questionamento alimenta a dúvida. Neste universo da dúvida existe a dualidade, e
consequentemente a perda de energia diante da experiência duvidosa.
Cortar a dúvida é uma necessidade da alma, pois é na alma que reside a angústia gerada pela
dúvida.
Há certas realidades internas, que devem ser dissolvidas quando o ser dá vazão à necessidade
de seu coração, que apazigua a angústia de sua alma.
É necessário que possamos aceitar que, sempre haverá um abismo imenso entre a realidade
da mente e a realidade da alma, bem como existirá também um grande abismo entre a
realidade da mente e a realidade da matéria, bem como sua experiência material, física,
corporal, diante de seus desejos mentais.
Portanto, a mente muito prática pode ser uma mente adoecida, que não consegue observar os
abismos entre ela e os outros níveis de realidade.
No entanto, se olhamos para os abismos com serenidade, criamos pontes entre as realidades
que existem dentro de nós. E através da sensibilidade adquirida após a experiência de
observação, poderemos acreditar no mundo de nossas almas, que é Real e eterno.

 

Your browser is out of date. It has security vulnerabilities and may not display all features on this site and other sites.

Please update your browser using one of modern browsers (Google Chrome, Opera, Firefox, IE 10).

X