Templo interior

No caminho de encontro à vibração da paz, é necessária a construção do templo interior, que advém da nossa capacidade de desenvolvimento da vida interior. Verdadeira vida.

Assumir a vida interna é buscar a realização interior, a realização da alma, ou a harmonia de ser, que possui demandas diferentes da vida exterior. A alma em processo de realização se vê pertencente ao propósito do seu plano evolutivo.

As demandas de realização das almas se resumem basicamente, na libertação da sensação do aprisionamento ao mundo da matéria (sacrifício, dor, densidade) ou na própria finalização de suas provas, bem como cumprimento de vossas missões. Pois, no interior de nossas almas, o desejo pela liberdade é um grande impulso, e a alma finalizando sua prova terrena ou tendo vida vivida no templo interior, vive em sentimento de liberdade cada vez maior, onde há plenitude de ser e consciência do Self (Eu Superior, o Todo, Presença Divina).

Outro aspecto crítico que movimenta a realização das almas é a vossa cura celular. Isso, porque todas as almas encarnadas, com raras exceções, possuem células adoecidas que geram padrões adoecidos, repetitivos e limitantes no quesito criação de realidades amorosas.

Nossas células ainda não estão todas alinhadas ao propósito Divino de co- criação e por isso estão tão necessitadas de cura e regeneração. Devido a isso também se fazem altamente necessários os processos de cura energética, onde através de liberação de más vibrações transgressoras de extrema densidade: emoções adoecidas, hábitos sabotadores, pensamentos negativos, crenças limitantes, dentre outros; o processo de libertação de registros celulares adoecidos se manifesta para que haja a condição de refazimento celular com novos modelos orgânicos inteligentes e correspondentes às forças benevolentes criativas e obedientes às Leis do Amor.

Quando decidimos viver a vida interior, naturalmente vamos encontrando tarefas que nos proporcionam o desenvolvimento desta jornada. Tarefas que dizem respeito ao alcance de padrões vibratórios elevados. São inúmeras as tarefas que podem nos coligar com a vida interior, grupais ou individuais. E a grande maioria destas, são tarefas que nos retiram dos excessos do pensamento e das lutas internas, podendo nos retificar e harmonizar. O ser que possui inúmeras frustrações tende a ir ao encontro da expansão de consciência quando sua alma o impulsiona a ser dono de si mesmo, e desta consciência liberar os padrões mentais adoecidos e todas as dores de sua alma.

Quando nos dedicamos à vida interior, e quando temos tarefas que nos coligam com essa vida, naturalmente recebemos liberação de energias densas que nos aprisionam no sofrimento. Se dedicar à vida interior é querer se liberar de sofrimentos gerados, em sua maioria pelas mesquinharias humanas que querem ressoar em nossas mentes, mesquinharias que advém de padrões obsessivos.

Atualmente a mente do ser humano tem sido capaz de criar muito sofrimento, e por isso se faz também urgente a necessidade da construção do templo interior, que é aquele espaço sagrado, onde visualizamos os padrões de elevadas vibrações no silencio e recolhimento do ser. Com o templo interior construído, ficamos acessíveis aos processos de libertação e purificação de nossas mentes, que estão adoecidas em função do estímulo que está acelerado e impregnado de desarmonias.

O templo interior nos evoca ao sentimento de liberdade de ser, tão necessitado para a cura de nossas almas.

 

 

Your browser is out of date. It has security vulnerabilities and may not display all features on this site and other sites.

Please update your browser using one of modern browsers (Google Chrome, Opera, Firefox, IE 10).

X